França e Bélgica fazem nessa terça-feira a primeira semifinal da Copa do Mundo 2018. Os treinadores Didier Deschamps (França) e Roberto Martínez (Bélgica) fizeram os últimos ajustes antes da partida decisiva.

Seleção da França

Nos azuis, o grande destaque do último treino foi a ausência de Kyllian Mbappé, principal nome da Seleção na Rússia. Ao ser perguntado sobre o assunto, Deschamps afirmou que quis descansar alguns atletas. “Não há ninguém fora. Até por isso, descansamos alguns jogadores como medida de precaução. Todos devem estar à disposição”.

Outros titulares, Pavard e Kanté fizeram trabalhos mais leves, como correr em volta do campo, enquanto o resto do grupo batia bola. Pogba, por sua vez, treinou com uma proteção na coxa esquerda.

Segundo o treinador, a França irá com força total contra a Bélgica. Matuidi, que não atuou contra o Uruguai por suspensão, volta e deve recuperar a vaga de Tolisso no meio.

Leia também: Bélgica pode ter quatro zagueiros contra a França

Seleção Francesa comenta sobre o adversário

O capitão do título de 98 fez questão de elogiar o adversário na entrevista coletiva. “É um time que foi um dos melhores da fase de grupos, era um dos times com grande potencial desde o começo da Copa e tem essa geração de jogadores excelentes, que todos conhecemos. Os jogadores atuam em grandes clubes da Europa, principalmente na Inglaterra. Muitos jogam juntos com nossos atletas, se conhecem bem”.

“Meu time está preparado para enfrentar qualquer cenário. A ausência de Meunier [suspenso] muda algumas coisas. Eles não chegaram aqui por sorte, têm um time muito competitivo, e que intensificou o jogo no meio de campo, o bloqueio contra o Brasil, e os brasileiros não conseguiram jogar nesse setor do campo”, comentou Deschamps.

O goleiro e capitão Lloris concordou com o treinador, afirmando que os belgas possuem um grande time. “É o time mais evoluído em todos os aspectos do jogo. Pode defender e atacar, são fortes em todos os setores. Tem tudo para ser um grande jogo, e são um grande time. É uma geração fantástica. Teremos de jogar um grande jogo do nosso lado para ter sucesso. É um adversário de muita qualidade, será difícil, então teremos de estar prontos para sofrer, e estaremos, porque estamos fortes mentalmente. É uma semifinal da Copa, é uma oportunidade única na carreira, então temos de agarrar com as duas mãos”.

Antoine Griezmann, um dos principais jogadores da equipe, saiu um pouco do assunto Bélgica e afirmou gostar desse tipo de jogo. “Eu me sinto melhor e estes são os jogos que eu adoro”.

Time titular provável: Lloris, Pavard, Varane, Umtiti e Hernandez; Kanté, Matuidi e Pogba; Mbappé, Griezmann e Giroud.

Por Wilson Rocha, enviado especial da Zumm para a Copa da Rússia
Foto: Divulgação/ Franck Fife/AFP

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA