Um time de profissionais especializados oferece atendimento fisioterapêutico, permitindo a alunos e atletas uma reabilitação completa e um melhor desempenho

Após inaugurar em Ribeirão Preto um novo conceito na prática da atividade física, com uma equipe de fitness coaches de excelência e ferramentas interativas e inovadoras, a Acahdre Estrutura Fitness se tornou referência também no atendimento fisioterapêutico, oferecido por uma equipe de profissionais especializados cujo objetivo é reabilitar o indivíduo de forma global, restabelecendo o funcionamento das áreas fragilizadas e mantendo o corpo saudável.
Dessa forma, a fisioterapia na Acahdre dispõe da osteopatia desportiva para tratar das dores que limitam as pessoas em suas atividades diárias, profissionais e pessoais. “O paciente que está realizando a fisioterapia dentro da Acahdre tem o privilégio de receber atendimento individualizado, sendo acompanhado na área específica em que há necessidade e com a utilização dos mais modernos equipamentos de mecanoterapia e eletroterapia, além de novidades como esteira antigravidade”, destaca a fisioterapeuta Thaís Baratella, que integra a equipe ao lado de outros 3 profissionais. Conheça um pouco mais sobre o time Acahdre de fisioterapia:

Foto Divulgação
Marcos Ganga
(Crefito3 131.198-F)

Marcos Ganga
(Crefito3 131.198-F)
Mestre e Doutor em Ciências Médicas pela USP Ribeirão e fisioterapeuta de grandes jogadores de futebol, atua na área desportiva, osteopatia e terapia manual, de forma que explica a importância de procurar um fisioterapeuta para a prática de atividades físicas. “É importante para identificar e maximizar a qualidade de vida e de potencial de movimento de cada pessoa, seja ela amadora ou profissional, dentro das áreas da promoção, prevenção, tratamento/intervenção, habilitação e reabilitação da saúde e da alta performance”. O profissional é ainda especialista em Osteopatia e Terapia Manual e em Fisioterapia Músculo Esquelética, e possui formação em RPG, Liberação Miofascial, conceito Mulligan, sistema EXOS (Athletes Performace) e em treinamento esportivo.

Foto Divulgação
Thaís Baratella
(Crefito 77371-F)

Thaís Baratella
(Crefito 77371-F)
Atuando na área de fisioterapia esportiva e traumatologia, nas quais é especializada, Thaís Baratella já trabalhou como coordenadora do renomado Instituto Cohen, referência em ortopedia, reabilitação e medicina esportiva, em São Paulo, possuindo publicações e autoria de livro na área. Dessa forma, ela ressalta a importância de um atendimento interdisciplinar, junto ao educador físico, para que o paciente tenha segurança na transição da fisioterapia para a atividade física, de forma progressiva. “A estrutura Acahdre proporciona exclusividade ao paciente e os mais modernos equipamentos necessários para sua reabilitação”, afirma.

Foto Zoro Seixas
Eliane Rezende Haddad
(Crefito 90.737-F)

Eliane Rezende Haddad
(Crefito 90.737-F)
Sabendo dos cuidados especiais que são necessários a partir de certa idade, a fisioterapeuta Eliane Rezende Haddad atua na área de fisioterapia geriátrica, abrangendo a ortopedia e a liberação miofascial (estratégia terapêutica de melhora dos movimentos e dores musculares). “O diferencial da Acahdre está em seu ambiente acolhedor, atendimento individualizado, equipe qualificada e equipamentos modernos”, explica a profissional especializada em Fisioterapia Hospitalar pelo Hospital de Base de São Jose do Rio Preto que também possui experiência em atendimento home care e pré e pós-operatório de cirurgia do joelho.

Foto Zoro Seixas
Keite L. Noguti,
(Crefito3 226611-F)

Keite L. Noguti,
(Crefito3 226611-F)
Graduada em fisioterapia pela USP Ribeirão e com formação em pilates clínico funcional e em terapia manual (feita no Japão e Tailândia), Keite L. Noguti destaca que gosta de trabalhar com exercícios funcionais de acordo com a atividade do paciente. “Também atuo com terapia manual, principalmente liberação miofascial, já que muitos apresentam espasmos e tensões musculares”, ressalta. Segundo ela, nos casos que há necessidade de maior ativação muscular ou estabilização pós-lesão, a academia fornece uma estrutura mais adequada. “Além disso, após a alta, o paciente pode continuar sua atividade física no mesmo local, com atendimento personalizado”.

Por Amanda Pioli

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA