O 3ª TEAbraço – Semana Internacional do Autismo promoveu, entre outras atividades, debates e cursos de capacitação para conscientizar sobre o distúrbio

No dia 2 de abril foi comemorado o Dia Mundial de Conscientização do Autismo. Em Ribeirão Preto, a data marcou ainda o fim da 3ª edição do TEAbraço – Semana Internacional do Autismo, que tem como proposta informar e discutir sobre a doença.
Conhecido também como TEA (Transtornos do Espectro Autista), o autismo é um grupo de desordens complexas no desenvolvimento do cérebro, caracterizadas pela dificuldade na comunicação social e comportamentos repetitivos. Embora todas as pessoas atingidas partilhem essas dificuldades, cada uma é afetada em intensidades diferentes. Como o comprometimento atinge as interações interpessoais, os autistas encontram barreiras para sua inserção social – especialmente diante da desinformação sobre o assunto.
Visando diminuir essa falta de conhecimento, o TEAbraço realizou, durante 7 dias, uma programação que incluiu palestras, oficinas, sessões de cinema, shows, mostra de artes, espaço de integração, exposições, atendimentos assistidos, treinamentos, cursos de capacitação e um workshop internacional. “O curso de capacitação foi uma coisa nova, que teve muito interesse, tanto dos pais quanto dos profissionais. Também tivemos cursos avançados e mais envolvimento de empresas e organizações. Não levantamos a bandeira sozinhos e conseguimos levantar a voz juntos”, destacou Carol Felício, organizadora do evento.
Segundo ela, não existe, na cidade, uma contagem oficial do número de pessoas que sofrem autismo. Contudo, iniciativas como essa buscam atender a todos e mostram que há interesse pelo assunto. “Superou muito a nossa expectativa. Todas as palestras ficaram lotadas. Entre as edições, foi a que conseguimos trazer mais profissionais e convidados, inclusive de diferentes estados. Agora já estamos com ideias bem legais para 2018”, revela a organizadora.

 

Foto Zoro Seixas

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA