A grande maioria dos pais, ao perceber a falta de interesse das crianças pelas aulas de inglês acabam deixando de incentivá-los a estudar o idioma, acreditando que no futuro eles terão mais facilidade para aprender. Mas esse atraso no aprendizado pode custar caro.

Segundo pesquisa da Page Personnel, empresa de recrutamento mundial, daqui a 10 anos o inglês deixará de ser um diferencial para se tornar um pré-requisito básico para uma colocação no mercado de trabalho.

Por isso, aprender inglês desde já garantirá a criança e ao adolescente melhores oportunidades de emprego no futuro. Quem deixa para aprender o inglês na fase adulta ficará em desvantagem em relação a quem tem o domínio do idioma há mais tempo.

Para despertar o interesse dos pequenos muitas escolas bilíngues e de idiomas estão mudando a sua forma de ensinar. Aquela forma de ensino “quadrada” ficou para trás. É disso que fala a nossa matéria de capa da nova edição da Revista Zumm, já disponível em diversos pontos da cidade.

Você também pode ler a matéria aqui: Uma nova forma de ensinar.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA