Raul Otuzi produz livro de romance policial com mais 5 escritores às escuras

Tarde de autógrafos com autores

Provavelmente um dos livros mais originais que você irá ler. Escrito a doze mãos, Os Seis Inseparáveis nasceu de uma ideia de Raul Otuzi, que buscou em redes sociais autores talentosos para escrever um romance policial colaborativo.
Depois de um processo árduo de seleção, Daniela Veludo, Fernando H. Domingos, Loris Reggiani, Márcia Carvalho e Marilia Oliveira foram escolhidos.
Cada autor deu voz a um personagem. Os capítulos foram escritos em primeira pessoa, alternadamente. Os homens escreveram na pele de personagens femininos. E as escritoras, na pele de personagens masculinos.
A trama foi se desenvolvendo em tempo real a partir do que cada um escrevia no capítulo anterior. Todos só tinham a sinopse. Ninguém sabia o que estava por vir, nem mesmo a identidade da vítima assassinada, o grande mistério da história.
O resultado? Uma obra intrigante, cheia de poesia, suspense, conflitos e reflexões sobre a força dos laços de uma amizade que se acreditava inseparável até mesmo pelo tempo.

Sinopse do Livro
Este romance policial psicológico narra a história de grandes amigos que cursaram a faculdade de Medicina juntos e prometeram se encontrar cinco anos após a formatura para relembrar os bons tempos, em três dias de festa em uma chácara isolada no interior de São Paulo.
Fábio virou cirurgião plástico de renome. Manu, pediatra. Leandro abandonou a medicina. Guilherme fez Clínica Geral. Diana se especializou em Oncologia. Renato, que havia abandonado o curso, transformou-se em Helena.
Já no início sabemos que o encontro terminará em tragédia com a revelação de que houve um assassinato no último dia da festa. Sabemos quem é o assassino, mas não quem foi a vítima.
A trama permeia a convivência, lembranças, rancores e expectativas de cada um dos seis e vai traçando pouco a pouco os motivos do assassino.
Cada personagem narra os acontecimentos pelo seu ponto de vista, conferindo à obra uma complexa teia de emoções, ações e reações.

Divulgação

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA