Elas já passaram dos 50, 60, 70 e continuam radiantes! Com histórias cheias de delícias e desafios, mulheres revelam seus segredinhos de como chegar lá com tudo em cima 

Seja com os recursos que o mercado de beleza oferece, a boa genética ou simplesmente o estado de espírito que move montanhas, o time feminino que está chegando à fase madura da vida vem colocando qualquer ruguinha que o tempo deixou no chinelo e mostrando que cada idade tem a sua beleza, a qual deve sempre ser uma liberdade, como já disse o escritor francês Robert Brasillach.  A seguir, 4 representantes que personificam a citação em grande estilo.
Por Mariana Campos / Fotos Zoro Seixas

Tomie Sakamoto, 62 anos, empresária.

Um segredo da beleza oriental
“Me considero vaidosa na medida e não tenho a pretensão de parecer muito mais jovem do que sou. Nunca senti a necessidade de fazer intervenções, pois sei que elas não são definitivas, sempre precisarão de manutenção. Nada contra quem faça, mas para mim o segredo é investir na hidratação, seja com meus cremes diários ou meu tratamento de radiofrequência na pele. Sou filha de mãe japonesa e pai brasileiro e herdei da minha avó um cuidado essencial de beleza, que inclusive é hábito indispensável para as mulheres orientais: usar protetor solar! Se tem uma coisa que eu não voltaria a fazer é tomar sol em excesso e usar bronzeadores, como era comum a um tempo atrás. Quero que minha pele pareça o mais natural possível”. Tomie Sakamoto, 62 anos, empresária.

Maria Baldini, 77 anos, cabeleireira.

O cabelo é a preferência nacional
“Sou adepta a pouca maquiagem, não uso muitos cosméticos, e em minha opinião, o grande segredo de chegar próximo aos 80 anos de idade com vitalidade é o trabalho. Não sobrevivo sem trabalhar! A mulher tem que se movimentar, fazer o que gosta e ter um objetivo de vida! Primogênita de 4 irmãos, comecei a trabalhar com 10 anos como auxiliar em um salão de beleza fazendo permanentes e daí pra frente a minha paixão por esse universo segue até hoje. Acho que se não for a principal, uma das maiores preocupações das mulheres em relação à beleza é com os cabelos. O meu, mantenho curtinho como sempre gostei. Em todos esses anos, muitas passaram pela minha cadeira e todas sempre chegaram com o mesmo objetivo: ficarem bonitas! O grande aliado para isso? Os cabelos! Um corte que valorize o rosto seguindo a identidade da mulher é capaz de elevar muito a autoestima e a deixar muito mais feliz”. Maria Baldini, 77 anos, cabeleireira.

Maria Teresa Junqueira, 54 anos, empresária.

A pele boa é de família
“Há alguns anos venho sentindo mudanças físicas, principalmente na fase da menopausa. Aprendi a lidar com essa passagem do tempo e me cuidar mais, no que diz respeito à alimentação e a atividade física, que busco praticar regularmente. Não tenho o intuito de ficar seca, mas quis emagrecer para me sentir bem, dentro dos limites do meu corpo. Confesso que sempre fui preguiçosa, mas ultimamente tenho cuidado mais da pele. Já fiz pequenas intervenções, mas muito pouco, pois tenho medo que pareça artificial. Tenho optado pelas sessões de estimulação da musculação facial com minha esteticista Roseli Siqueira. Quero me preparar de dentro para fora, aceitando as mudanças com energia e disposição! E assim envelhecer bem como a minha mãe – a quem inclusive devo à genética boa da pele!”. Maria Teresa Junqueira, 54 anos, empresária.

Wilnes Tortoro, 56 anos, designer de interiores.

Além da estética
“A mulher tem que se cuidar, ter vaidade e deixar florescer toda a beleza que o feminino tem. Eu sou daquelas que não vai à padaria sem batom e aproveito os recursos da tecnologia a meu favor. Meu ritmo de trabalho é intenso e para manter o pique amo praticar esportes e atividades físicas de 4 a 6 vezes por semana. Faço reposição hormonal, visito minha endocrinologista de 6 em 6 meses e estou com a mesma dermatologista há 16 anos, com quem tenho grande afinidade e sintonia sobre o quanto e até onde posso ir em relação aos procedimentos estéticos para não pesar. Temos a chance de envelhecer de forma natural, fazendo o necessário para em 1º lugar manter a boa saúde, o que hoje é primordial pra mim. Acho que a beleza vai além da estética, por isso admiro mulheres que imprimem isso pra mim, como a estilista Diane von Fürstenberg e a princesa de Mônaco Grace Kelly, ícones de épocas distintas, mas que me cativam pelo charme e elegância. Outra personalidade inspiradora é o arquiteto Ruy Otake com quem tive a oportunidade de estar recentemente: aos 79 anos super ativo e dinâmico! É assim que pretendo estar quando chegar lá”. Wilnes Tortoro, 56 anos, designer de interiores.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA