Popular principalmente entre os jovens, o aplicativo Sarahah funciona como uma plataforma “oficial” para que cada usuário receba opiniões anônimas sobre si mesmo

Nessa era digital, na qual todo mundo parece se sentir no direito de opinar, mesmo sem mostrar o rosto, não é incomum que comentários anônimos sejam postados por toda a rede – por meio de perfis falsos ou ausência de uma identidade –, especialmente para expressar opiniões negativas ou ataques de ódio. Contudo, um aplicativo se propõe a inverter essa lógica ou, ao menos, usar o anonimato para mensagens sinceras.
Criado pelo árabe Zain al-Abidin Tawfiq, o aplicativo Sarahah, cuja tradução é “honestidade”, permite que os usuários criem um perfil (mais para efeito de registro) e enviem mensagens anonimamente a amigos e desconhecidos. De acordo com o site oficial do app, seus objetivos são melhorar “sua amizade ao descobrir seus pontos fortes” e “deixar seus amigos serem honestos com você”. Contudo, se ele foi lançado com tal intuito de feedback construtivo, hoje ele já é usado para muito mais: flertar com o crush, deixar recados carinhosos e – infelizmente – espalhar mensagens ofensivas. Ainda em agosto, ele era o mais popular da Apple Store do Brasil e dos Estados Unidos.
Além da loja da Apple, o Sarahah está disponível para o sistema Android e há uma versão web. Ele não determina um limite de recados recebidos, mas não permite que você responda (embora essa possibilidade esteja em estudo). E seja para enviar ou receber, o aplicativo promete não fornecer a identidade de ninguém sem consentimento, nem os conteúdos particulares.
Mas assim como a maioria dos aplicativos, você pode querer ficar atento aos dados pessoais que o app recolhe quando instalado. Segundo o site The Intercept (organização de mídia dedicada a revelar informações normalmente protegidas), ele pode estar fazendo o upload dos contatos do usuário para os servidores de seu sistema sem motivo aparente. Quando questionado sobre o porquê, Zain al-Abidin Tawfiq explicou que isso servirá para localizar amigos em comum – mas tal funcionalidade ainda não está ativa.

Por Amanda Pioli

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA