Capsaicina é a substância responsável pela sensação picante nos alimentos, a qual também está presente em variados tipos de pimentas, em diferentes níveis de ardência

Os apreciadores de pimentas gostam de experimentar as variedades de intensidade dessa sensação de calor. Mas será possível medir tal ardência? A Escala de Scoville foi criada pelo farmacêutico Wilbur Scoville, por meio de um estudo que consegue determinar o nível de ardência de várias pimentas. Com a mistura dos tipos do alimento e uma solução de água e açúcar, em diferentes quantidades, é possível definir sua classificação – quanto maior a necessidade de misturar a solução para diluir a pimenta, maior o nível de Capsaicina (ardência).
A partir desse método foram criadas então as Unidades de Calor Scoville (Scoville Heat Units ou SHU). Assim, 1 xícara de pimenta que equivale a 1.000 xícaras de água, corresponde a 1.000 SHU. A escala vai de 0 (não contêm Capsaicina) a 15 milhões de unidades (Capsaicina pura).
Para vocês entenderem, usando como referência algumas velhas conhecidas pelos brasileiros, a Pimenta Malagueta possui pungência de 60.000 a 100.000 SHU. Já a Tabasco conta com pungência de 30.000 a 50.000 SHU.

As 5 pimentas mais ardidas no mundo são:

1ª – Carolina Reaper (2.200.000 SHU): com escala reconhecida inclusive pelo Guinness World Records, é originária de Fort Mill, Carolina do Sul (EUA).

2ª – Trinidad Moruga Scorpion (2.009.231 SHU): é originária de Moruga, em Trinidade e Tobago.

3ª – 7 Pot Douglah (1.853.936 SHU): também conhecida como “7 Pod Douglah” e “Chocolate 7 Pod”, por ser marrom. É considerada a pimenta de melhor sabor.

4ª – Trinidad Scorpion Butch T (1.463.700 SHU): de origem australiana, é uma pimenta tão forte que é preciso usar luvas para manipulá-la. Traduzido para o português, seu nome é “Escorpião Macho de Trinidad”.

5ª – Naga Viper (1.349.000 SHU): é considerada extremamente rara, cultivada no Reino Unido por meio da combinação de várias pimentas diferentes.

Por Alejandro Blanco

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA