Mamães de primeira viagem podem ficar confusas com essa tarefa! Lembro como foi diferente arrumar a malinha da minha primeira filha, Catarina, e, agora, de forma mais tranquila, organizar as coisas à espera do Antonio…

O ideal é deixar a mala da maternidade pronta a partir das 32 semanas de gestação. Fiz isso com as coisas da minha primeira filha, o que me ajudou muito, já que ela nasceu prematura, com 34 semanas. De qualquer forma, mesmo que o bebê venha no tempo correto, a mãe fica mais tranquila com seu barrigão, sem correr o risco de esquecer algum item no grande dia.

Escolha uma mala própria para a ocasião, com muitas divisórias e um bom espaço para organizar as roupinhas – é de extrema importância levar todos os itens que são necessários durante a internação, como roupas, fraldas, pomada, chupeta, álcool 70%…

Uma ótima dica é montar kits de acordo com os looks que o recém-nascido usará. Dessa forma, bodys, macacões, mijões, camisetas, entre outras minipeças fofas, ficam combinadas, facilitando a sua vida e a das enfermeiras. Caso não use tudo, as peças (dentro de saquinhos embalados) estarão em perfeito estado quando voltarem para casa, dispensando a lavagem.

As listas tradicionais defendem quatro kits completos, mas eu prefiro levar seis! Sou da opinião que antes sobrar que faltar. Dependendo da temperatura, você pode trocar ou tirar algumas peças para algo ajustado a sua necessidade. Ah! Para a hora de ir embora, não se esqueça do bebê conforto no carro.

Por Marília Celini
Digital Influencer
@mariliacelini
@lavrevi

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA