Colocar-se em segundo plano, amar sem limites, preocupação 24 horas, risos e gargalhadas… não são poucas as características que determinam uma mãe

A vontade de ser mãe chega a quase todas as mulheres em algum momento de sua vida. No entanto, esse não é um desejo simples, já que exige diversos quesitos que sobrecarregarão as mamães, como o tempo. Ser mãe é estar acordada enquanto o mundo descansa; é amamentar na madrugada e ver as luzes do vizinho se apagando, até que reste apenas a sua.
Ser mãe não é uma tarefa fácil. Não é apenas gerar uma criança. Exige o trabalho de educar, que traz cansaço físico e mental. Mesmo assim, é sempre dar o melhor de si e ainda achar que está fazendo tudo errado. Além do tempo e da dedicação, o ser mãe exige abrir mão de quase tudo pela vida do filho.
E também vem a preocupação, não é mesmo?! A mãe nunca mais vê o termômetro marcando 37ºC do mesmo jeito e fica ao lado de seu bebê para se assegurar que a febre passou. Enquanto isso, ela se segura para não chorar e sorri para que ele não sinta seu medo. Contudo, ser mãe também é sentir aquela mãozinha pequena segurando forte a sua, como quem quer dizer “Estou aqui para você, mamãe”. É ter o direito de chorar com cada vitória do filho, sem que ninguém a estranhe por isso.
Não há outra forma: ser mãe é a coisa mais clichê do mundo! É se colocar em segundo plano, amar sem limites, preocupação 24 horas, se empolgar com cada descoberta, ferir o coração ao dizer um “não”, brincadeiras simples, risos e gargalhadas, e, principalmente, atenção redobrada. Enfim, ser mãe é descobrir que o coração é um espaço infinito e que, quanto mais se ama, mais amor cabe ali dentro.

POR LAVREVI @bellant

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA