São diagnosticados 60.000 casos de câncer de mama por ano no Brasil, o que representa 22% dos tumores que acometem as mulheres

Apesar de todos os avanços tecnológicos, o diagnóstico precoce do câncer de mama ainda é o fator mais determinante para o tratamento, sendo a mamografia considerada o melhor exame para detectar a doença.
A recomendação de rastreamento com mamografia anual, a partir dos 40 anos, serve apenas para as mulheres sem nenhum sintoma. Quando houver alguma alteração mamária persistente, a paciente deve procurar o médico e realizar os exames pertinentes, independentemente da idade.
Muitas mulheres evitam procurar o cirurgião plástico ou o mastologista pelo medo da cirurgia, da mutilação. No entanto, quanto mais precoce a análise, menos agressivo é o tratamento. Grande parte das portadoras de câncer de mama tem vida absolutamente normal durante e após o tratamento.

por Vinicius Basile – foto divulgação

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA