Quando ouvimos falar sobre comida com origem na Ásia, logo vêm à mente os deliciosos pratos das culinárias chinesa e japonesa…

No entanto, ela vai muito além de países como China, Japão, Tailândia e Índia. Acreditem: são mais de 120 cozinhas que se subdividem em pequenas regiões longínquas da Ásia Leste, Sudeste, Sul, Central e também no Oriente Médio. Comer na Ásia é uma experiência inesquecível, principalmente pela profunda conexão do alimento com a cultura local, pois, à mesa, está a diversidade de histórias e heranças de comunidades, repletas de tradição. A exemplo disso, uma forte tendência que se espalha pelos restaurantes do mundo é o conceito Pan Asia. “Pan”, em grego, quer dizer “tudo”, “inteiro”. Assim, são locais que oferecem em seu cardápio pratos característicos de diversas regiões da Ásia.
Além de poder oferecer ao paladar os sabores salgado, doce, apimentado e agridoce, em apenas uma garfada, a culinária asiática possui grande influência sob a longevidade do seu povo. De modo geral, ela é bastante equilibrada, rica em vegetais, massas, peixes e ingredientes frescos – ela só perde para a mediterrânea quando o assunto é comida saudável. Outro ponto característico da cozinha asiática é a sua estética impecável, pois há um cuidado muito especial no momento de apresentar os alimentos – aspecto que é admirado (e seguido) por chefs do mundo todo.
Cada culinária da região asiática tem características únicas. Entretanto, todas elas possuem uma qualidade que é típica dos orientais: o zelo com os alimentos. Por isso, os pratos seguem rigorosas técnicas de preparo e apresentação. A culinária oriental é marcada pela presença constante do arroz, assim como dos legumes, frutos do mar e condimentos, quase sempre fresquinhos.

POR ALEJANDRO BLANCO, coordenador do Espaço Gourmet do RibeirãoShopping, graduado em International Culinary Arts and Food Science pela University Of West London

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA